Auxílio-doença para o trabalhador doméstico - Capelin Advocacia – Escritório de Advocacia em Londrina – Paraná
slideslide
Capelin advocacia
EXCELÊNCIA NO ATENDIMENTO EM:
|

 

 

 

 
 

Auxílio-doença para o trabalhador doméstico

Os trabalhadores domésticos possuem direito ao auxílio-doença? E nos casos de acidente de trabalho ou doença ocupacional? Entre e confira!

No final de 2019, o Brasil bateu recorde de trabalhadores domésticos, contabilizando mais de 6 milhões de trabalhadores, dos quais aproximadamente 4,5 milhões não possuem carteira assinada.

 

Esses trabalhadores informais, como, por exemplo, as diaristas e os jardineiros, devem fazer a contribuição para a Previdência Social por meio da Guia da Previdência Social (GPS), passando a ser segurado pelo INSS e possuindo direito aos benefícios e aposentadorias.

 

A atividade de trabalhador doméstico inclui os profissionais que laboram em residências familiares como diaristas, babás, domésticas e também outros profissionais como motoristas, jardineiros e carpinteiros.
 


Dessa forma, primeiramente, separamos o trabalhador doméstico entre os que possuem vínculo formal de emprego (Carteira de Trabalho assinada) e os que são prestadores de serviços.

 

Em ambos os casos, os trabalhadores possuem o direito ao benefício de auxílio-doença / benefício por incapacidade temporária ou aposentadoria por invalidez / benefício por incapacidade permanente, desde que, se tratando de trabalhador informal, contribua com o INSS.

 

Nesse sentido, o trabalhador deverá cumprir os requisitos de:


1. Carência;

2. Qualidade de segurado;

3. Incapacidade temporária para o trabalho por mais de 15 (quinze) dias.

 

Para os trabalhadores domésticos formais, comprovando os requisitos, será de responsabilidade do empregador realizar o pagamento dos primeiros 15 dias de afastamento, sendo que o INSS pagará somente o período excedente.

 

Em se tratando de trabalhador registrado especificamente como empregado doméstico, que possui uma categoria específica de segurados da Previdência Social, o INSS pagará o benefício desde o primeiro dia do afastamento, ou seja, o empregador doméstico não precisa pagar os 15 primeiros dias.

 

A Lei Complementar nº. 150/2015 reconheceu o direito dos empregados domésticos aos benefícios acidentários, ou seja, o empregado doméstico tem direito ao auxílio doença por acidente de trabalho.

 

O acidente de trabalho envolve a doença profissional, doença do trabalho e o acidente de trajeto, e, nesses casos, o empregador deve fazer o registro do afastamento do empregado no eSocial, enviando o CAT – Comunicado de Acidente de Trabalho.

 

Portanto, o trabalhador doméstico tem – sim – direito ao recebimento do benefício de auxílio-doença, desde que cumpridos com todos os requisitos. Ademais, acesse esse link e saiba o que fazer quando o INSS nega seu benefício.

 

Gostou das informações? Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com um de nossos advogados.

 


  Veja Mais

Não gostei da compra que realizei, posso cancelar?

O direito de arrependimento deve ser exercido no prazo legal, de modo que os valores eventualmente pagos deverão ser devolvidos de imediato, com atual

Saiba mais 

Você tem ou conhece alguem que possui problema na coluna?

Os problemas na coluna são uma das maiores causas que impedem o trabalhador de continuar exercendo suas funções laborais, seja por acidente de trabalh

Saiba mais 

Nunca contribuí para o INSS, posso receber algum benefício?

O Benefício Assistencial não exige qualquer contribuição para a Previdência Social e está garantido no artigo 203, inciso V, da Constituição Federal e

Saiba mais 

Alimentos gravídicos

Saiba como funciona o direito a pensão alimentícia durante a gravidez.

Saiba mais 

Benefício por incapacidade

Saiba o que fazer ao ter seu benefício por incapacidade (auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez) negado pelo INSS.

Saiba mais 

Alienação Parental

Entenda o que é a alienação parental e como a lei pode ser aplicada nesses casos.

Saiba mais 
Exibindo de 7 a 12 resultados (total: 45)
Tecnologia do Google TradutorTradutor