slideslideslideslide
Capelin advocacia
EXCELÊNCIA NO ATENDIMENTO EM:
|

 

 

 

 
 

O INSS negou meu benefício. O que devo fazer?

Veja o que fazer diante da recusa do INSS em conceder o auxílio-doença.

 

Não é à toa que o INSS é o maior litigante do Brasil. Inúmeros benefícios e aposentadorias são indeferidos (negados) pela Autarquia diariamente por diversos motivos e, muitas vezes, o benefício deveria ser concedido.

 

A grande maioria das negativas do INSS ocorre em benefícios de auxílio-doença, após passarem pelo perito da Autarquia, ou em operações como o "pente-fino".

 

Certo é que muitos segurados tem seu benefício indevidamente negado pelo INSS, deixando-os em situação extremamente vulnerável, pois não podem retornar ao trabalho e não estão recebendo o benefício.

 

A razão mais comum da negativa do benefício de auxílio-doença é a não constatação da incapacidade para o trabalho na perícia médica. Por isso é muito importante a apresentação de toda documentação médica.


Porém, saiba que esta não é uma decisão final.

 

O segurado pode recorrer da decisão administrativamente (pelo próprio INSS), sendo julgado pelo Conselho de Recursos do Seguro Social – CRSS ou ajuizar um processo judicial para concessão ou restabelecimento do benefício.

 

Na ação judicial, o segurado, por meio do advogado especialista em direito previdenciário, poderá conseguir a concessão do benefício, com o recebimento dos atrasados.

 

Independentemente de ter recorrido ou não da decisão do INSS, o segurado poderá ajuizar uma ação judicial para provar seu direito ao benefício.

 

Vale dizer que sendo concedido o benefício, o INSS deverá realizar o pagamento dos atrasados desde o requerimento administrativo, com juros e correção monetária.

 

Dica extra: Para melhor instruir o processo (administrativo ou judicial), o segurado deve sempre requerer e guardar seus atestados, exames e laudos médicos, desde o início da doença / acidente.

 

Dessa forma, poderá demonstrar toda a evolução da doença que gerou a incapacidade, os tratamentos realizados, os medicamentos utilizados, entre outros.

 

Conte sempre com o auxílio de um advogado especialista em direito previdenciário para ter seu direito respeitado e seu benefício concedido.

 


 

Netto Capelin

Advogado Previdenciário

 

  Podemos ajudar? 
Envie sua mensagem ou agende um horário com nossos profissionais.


 

 ()*
  Veja Mais

Salário-maternidade: O que é, quem tem direito e qual o valor

O salário maternidade é um benefício pago durante 120 dias, para a pessoa que se afasta de suas atividades devido ao nascimento de filho (a), aborto n

Saiba mais 

Empreendorismo e a formalização da atividade empresarial

A formalização da atividade empresarial é o momento em que a empresa "nasce" para fins jurídicos, embora possa responder por atos praticados antes des

Saiba mais 

Principais dúvidas sobre a Pensão Alimentícia

Dúvidas sobre a Pensão Alimentícia? Confira o que é, quem tem direito, como funciona, de que maneira fazer o pedido e muito mais!

Saiba mais 

O que é o Benefício Assistencial ao Idoso e à pessoa com deficiência (BPC / LOAS)

O BPC / LOAS é um benefício assistencial de um salário mínimo pago aos idosos ou às pessoas com deficiência que não possuam meios de se sustentar. Con

Saiba mais 

Auxílio-doença: O que é, requisitos e quem tem direito ao benefício

O auxílio-doença é um benefício devido ao segurado que estiver com incapacidade temporária para o trabalho. Sua concessão depende do preenchimento de

Saiba mais 

Auxílio-doença para o trabalhador doméstico

Os trabalhadores domésticos possuem direito ao auxílio-doença? E nos casos de acidente de trabalho ou doença ocupacional? Entre e confira!

Saiba mais 
Exibindo de 19 a 24 resultados (total: 27)

  Deixe seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário
Tecnologia do Google TradutorTradutor