slideslideslideslide
Capelin advocacia
EXCELÊNCIA NO ATENDIMENTO EM:
|

 

 

 

 
 

Cobranças indevidas na conta de energia elétrica

Os contribuintes podem requerer a restituição do ICMS cobrado indevidamente sobre as tarifas TUSD e TUST dos últimos 5 anos nas faturas de energia elétrica.

 

Como funciona a restituição do ICMS nas faturas de energia elétrica?

 

O ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) é um imposto de competência dos Estados e do Distrito Federal, incidindo sobre a circulação de mercadorias, transporte interestadual, comunicações, entre outros.

 

 

Esse imposto é ilegalmente cobrado sobre as tarifas TUSD (Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição) e TUST (Tarifa de Uso do Sistema de Transmissão) nas contas de energia elétrica.

 

O ICMS deveria incidir somente sobre a energia elétrica consumida e não sobre as duas tarifas citadas.

 

Isso faz com que tenha um aumento considerável no valor final das faturas de energia elétrica em detrimento dos consumidores.

 

 

 

 Atenção!!! O consumidor somente poderá cobrar a restituição dos últimos 5 anos a partir do ajuizamento da ação judicial, ou seja, deve buscar seu direito o quanto antes para obter uma maior restituição.

 

O STJ definiu que o ICMS não incide sobre as tarifas de uso e distribuição de energia elétrica, visto que o fato gerador do imposto é o momento do efetivo consumo pelo consumidor/contribuinte.

 

Diante do entendimento pacificado, a base de cálculo do imposto é o valor da fatura final, ou seja, da energia efetivamente consumida pelo contribuinte.

 

A restituição vale para todos?

 

Sim, a restituição do ICMS cobrado indevidamente nas faturas de energia elétrica vale para todos, inclusive para imóveis alugados. Lembrando que o ajuizamento se dá em nome da pessoa que consta na fatura de energia.

 

Portanto, trata-se de cobrança indevida realizada nas faturas de energia elétrica, majorando indevidamente seu valor, sendo cabível a restituição dos valores cobrados nos últimos 5 anos.

 

Vale ressaltar que o processo pode ser ajuizado nos Juizados Especiais, não havendo a necessidade de pagamento de custas iniciais.

 

Para solicitar a restituição, o consumidor deverá procurar um advogado, que reunirá todas informações e documentos necessários para realizar o procedimento judicial.

 


 

  Podemos ajudar? 
Envie sua mensagem ou agende um horário com nossos profissionais.


 

 ()*
  Veja Mais

Concorrência desleal e os links patrocinados

Como e quando os anúncios podem ser considerados como concorrência desleal e quais as consequências podem gerar?

Saiba mais 

Benefício por incapacidade: Auxílio-doença e Aposentadoria por Invalidez

O auxílio por incapacidade é um benefício concedido pelo INSS ao contribuinte que está impossibilitado de trabalhar por motivo de doença, acidente ou

Saiba mais 

Banco deve indenizar por desconto indevido em benefício do INSS

Instituição financeira é condenada a restituir em dobro os valores descontados do benefício previdenciário de homem aposentado por invalidez e indeniz

Saiba mais 

Pensão por Morte

Veja quem tem direito a Pensão por Morte e como o benefício ficou após a reforma da previdência.

Saiba mais 

O INSS negou meu benefício. O que devo fazer?

Veja o que fazer diante da recusa do INSS em conceder o auxílio-doença.

Saiba mais 

O que é uma assessoria jurídica empresarial?

Conheça as vantagens e a importância de contar com uma assessoria jurídica empresarial. A proteção do seu negócio deve estar em primeiro plano, evitan

Saiba mais 
Exibindo de 1 a 6 resultados (total: 27)

  Deixe seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário
Tecnologia do Google TradutorTradutor